next up previous contents
Next: Exemplos Up: Transformada de Laplace e Previous: Função de sistema   Contents

Cálculo simbólico

A última fase deste capítulo consiste em ultrapassar a escrita do sistema de equações diferenciais, passando directamente à escrita simbólica através do estabelecimento das impedâncias equivalentes de cada elemento do circuito directamente no domínio $s$. Podemos começar pela resistência $R$ aos bornos da qual a tensão e a corrente são, óbviamente, ligadas pela lei de Ohm, e as respectivas TL por

\begin{displaymath}
E(s) = R I(s).
\end{displaymath} (4-4.01)

No caso da bobine temos que

\begin{displaymath}
e(t) = L{{di(t)}\over {dt}} \to E(s) = sL I(s) - Li(0),
\end{displaymath} (4-4.02)

e que no caso de condições iniciais nulas, fica reduzida a
\begin{displaymath}
E(s) = sL I(s).
\end{displaymath} (4-4.03)

Por fim, no caso do condensador obtemos

\begin{displaymath}
i(t) = C {{de(t)}\over {dt}} \to I(s) = C[sE(s) -e(0)],
\end{displaymath} (4-4.04)

ou
\begin{displaymath}
E(s) = {{I(s)}\over {Cs}},
\end{displaymath} (4-4.05)

no caso de condições iniciais nulas. Podemos então resumir que, no caso de condições nulas, as impedâncias equivalentes a cada um dos elementos são
\begin{displaymath}
Z_R=R, \qquad Z_L = Ls, \qquad Z_C = {1\over {Cs}}.
\end{displaymath} (4-4.06)


next up previous contents
Next: Exemplos Up: Transformada de Laplace e Previous: Função de sistema   Contents
Sergio Jesus 2003-09-23