Geologia Ambiental

  Elementos de apoio preparados por J. Alveirinho Dias

Mar 00    
CHEIAS

Tipos de Cheias
           

..
 As cheias fluviais são uma parte inevitável e natural da vida do Homem. Normalmente ocorrem devido à precipitação existente no inverno e na primavera. Por vezes são amplificadas (ou mesmo induzidas) pela fusão primaveril da neve e gelo.
 As cheias de montanha, de ribeira ou cheias súbitas (flash floods) são provocadas por elevados níveis de precipitação em períodos curtos (trombas de água), tendo normalmente expressão local.
 

 
 As cheias urbanas ocorrem na sequência da conversão de terrenos agrícolas ou de floresta em núcleos urbanos, responsáveis pela impermeabilização de vastas áreas (devido a estradas, edifícios, parques de estacionamento, etc.). As urbanizações são responsáveis pelo aumento da escorrência superficial de 2 a 6 vezes. Se a rede de esgotos pluviais não está concebida para drenar períodos de elevada pluviosidade podem ocorrer cheias que, por vezes, são violentas.
 As cheias ou inundações costeiras ocorrem quando há temporais, principalmente em ocasiões de marés vivas cheias. Esporadicamente podem ser produzidas por tsunamis.
 

 
 As cheias devidas ao gelo acontecem principalmente quando os gelos flutuantes se acumulam contra um obstáculo natural ou artificial, interrompendo o caudal fluvial.
 As cheias devidas a cedência de grandes infra-estruturas, embora raras, podem ser altamente catastróficas, até porque são completamente inesperadas e súbitas
 

           
Cheias de Montante (ou de Montanha) e cheias de Jusante (ou de Planície)
 
  • Cheias de montanha - produzidas geralmente por precipitação elevada num tempo curto numa área relativamente pequena. Têm normalmente apenas expressão local.
  • Cheias Súbitas (ou Relâmpago) - produzidas por "trombas de água"
  • Cheias de planície  - produzidas geralmente por longos períodos de precipitação que saturam o solo, abrangendo vastas áreas.
..